Peixe raro capturado em Fernando de Noronha pode ser uma nova espécie

O peixe raro capturado em Fernando de Noronha na semana passada pode ser uma nova espécie. O animal foi fisgado pelo empresário Zé Maria Sultanum e enviado para o pesquisador Ronaldo Bastos Francini Filho, doutor em zoologia e professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

ze-maria-e-peixe-raro-

“Para nós pesquisadores é um material valiosíssimo, esse tipo de bicho ocorre em grandes profundidades, é muito difícil a coleta. É importante a chegada de um organismo deste tipo a uma coleção científica para que a gente possa documentar de forma adequada a biodiversidade que existe no Brasil”, falou o estudioso.O peixe está sendo analisado. “Nós já tiramos o material de DNA que vamos sequenciar no Brasil. Esperamos ter a análise morfológica em um mês, que será feita por pesquisadores do Rio de Janeiro. Nossa expectativa é num prazo de seis meses a gente ter a sequencia do DNA para saber se o bicho é uma espécie nova”, revelou Ronaldo Francini.

Museu Nacional

A ideia inicial dos pesquisadores era enviar o material para o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, que acabou sendo destruído por um incêndio no final de semana. “Antes do incêndio nós tínhamos a intenção de mandar o material para o Museu Nacional porque lá existia uma coleção maior. Tem um especialista que trabalha com a família dos peixes Ophidiidae, por isso enviaríamos para o Rio. Mas para despachar o material era melhor estar depositado numa coleção antes, por isso optamos em depositar na UFPB”, disse o pesquisador.

Importância dos Museus

“O material vai ficar na UFPB, quando a gente deposita numa coleção a gente consegue trocar com outras coleções. Nós enviamos para outros locais por um período para estudo. Muita gente tem a ideia que museu é uma área só para exposição pública, mas os museus abrigam esses indivíduos, espécies que ficam depositadas para que outros cientistas no futuro possam conferir as identificações e dados que são gerados”, finalizou o professor Francini.

Fonte: G1.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s