Prisco é reintegrado à PM da Bahia após 16 anos de briga judicial

Após 16 anos, a briga judicial entre o deputado estadual  Soldado Prisco (PPS-Ba) e o Governo do Estado da Bahia chegou ao fim com a decisão do Supremo Tribunal de Federal (STF) que determina a reintegração dele aos quadros da Polícia Militar. A sentença foi publicada no último dia 27 de setembro de 2017 e foi proferida pelo ministro Alexandre de Moraes.

ffe008_e2078ca313b14ad19161837cfa508e3c-mv2

Prisco aguarda a convocação e, em seguida, será conduzido à reserva. A argumento a Procuradoria Geral do Estado (PGE) era que Prisco tinha menos de dez anos de serviço quando começou a exercer o mandato parlamentar, o que não o credencia para pleitear a volta ao serviço público. Entretanto, a defesa do deputado contra-argumentou que ele tem mais de dez anos na polícia.

“Soldado Prisco passou a integrar aos quadros da segurança pública em 1997 e foi eleito pela primeira vez em 2012, quando já estava demitido e a lei não alcançava ele, quatro anos após ter completado 10 anos de ingresso na carreira militar”, afirmou a advogada Marcelle Maron. O argumentou foi aceito pelo ministro, que decidiu favoravelmente a Prisco. Ele foi demitido em 2002 após ser acusado de liderar um movimento grevista de policiais.

Fonte: Correio.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s